24 de setembro de 2010

BODAS DE OURO - MOMENTO ESPECIAL DO ROCK PARAENSE


MOMENTO ESPECIAL DO ROCK PARAENSE



BODAS DE OURO



25 anos de DELINQUENTES + 15 anos de NORMAN BATES + 10 de RENNEGADOS = 50

Anos de Punk Rock ao Tucupi



Engana-se quem acha que o punk já morreu. Pelo contrário. Coturnos de toda cidade estão convocados para presenciar algo “crássico” e extraordinário que acontecerá em duas semanas. Três bandas que somam nada menos que meio século de música crua e ácida se encontram no dia 26 de setembro (domingo), a partir das 18h, no Memorial dos Povos para celebrar as Bodas de Ouro, o encontro histórico de Delinqüentes (25 anos), Norman Bates (15 anos) e Rennegados (10 anos) para a gravação do DVD "Trilogia do Punk Paraense".

Os aniversariantes decidiram comemorar juntos essas décadas de resistência. A idéia de fazer junto (do it together) e também de fazer por si mesmo (do it yourself) rendeu frutos e as parcerias institucionais e não-institucionais que vão possibilitar a gravação de um vídeo com padrão de qualidade ainda nunca visto para bandas locais deste gênero.

A realização é da Pró Rock, associação que as três bandas ajudaram a fundar em 2004 e que se consolidou como ponto de cultura este ano. Para registrar esse momento o diretor Robson Fonseca, do programa Invasão, da TV Cultura, foi convocado e aceitou o desafio da empreitada em parceria com a Multi AB Produções e Jambu Filmes, além do suporte da Fundação de Telecomunicações do Pará (Funtelpa), que vai transmitir ao vivo o show pela Radio e Portal Cultura. MM Produções e APCE Music garantem a melhor qualidade de
áudio tanto ao vivo quando na gravação do DVD.




O patrocínio é do Sebrae-PA através do projeto Pará Pró Música, que estimula o empreendedorismo entre os profissionais da música paraense. Cerca de 70 profissionais estão envolvidos em todo o processo, desde a execução da música, sonorização, captação de áudio e imagens, seguranças, produtores e técnicos. Tudo para a gravação do DVD e a transmissão ao vivo (www.portalcultura.com.br e Radio Cultura FM e OT), contribuindo para fortalecer a cadeia produtiva da música no Estado.

Rennegados - A festa será iniciada pelos Rennegados, banda formada por John Big Head Bógea (guitarra), Jacob Franco (guitarra), Betox (voz) e Olívio Coxinha (bateria), que surgiu na transição da última década com a velha máxima hardcore: botar tudo abaixo antes de completar os três minutos de um hit radiofônico.

A indignação sonora está em “canções” como “Iraque New Wave”, “Zona de Guerra”, “Jesus Junkie Christ”, entre outras que estarão no repertório. A discografia da banda Rennegados conta com um EP (Iraque New Wave, Makako Rec, 2005) e os CDs Acumulando Raiva Desmedida (2006) e Remanescentes do Terceiro Mundo (2003).



Norman Bates - Acidez nas letras e na sonoridade, causando e colocando aqueles sentimentos mais obscuros à tona. Tudo isso, e muito mais, acontece na apresentação da banda Norman Bates. Carlos Bremgartner (vocais), Giovani Villacorta (Guitarras e Voz), Nicolau Amador (guitarras) e Manuel Malvar (contrabaixo) e Wagner Nugoli (bateria) estão mais do que preparados para fazer mais um show seminal.

No decorrer desses 15 anos de existência, toda a experiência acumulada por cada um dos músicos da Norman Bates, será refletida na catarse provocada pela massa sonora a impactar o público no Memorial dos Povos. A banda tem na discografia apenas duas demos e um disco
profissional (Norman Bates, 2002 – Ná Music) e um segundo disco até hoje incompleto. Canções novas e antigas como “Amor de Elefante” e “Uká Uká” devem estar no repertório.



Delinqüentes - Chegar aos 25 anos de existência, para uma banda de Punk/Hardcore, direto de Belém do Pará, corresponde a uma atitude de extrema ousadia e competência, tanto nas músicas quanto nos shows. Daqui a mais 25 anos, bandas como Delinqüentes estarão nos registros históricos sob a chancela de “lenda” desse movimento.

O repertório de dois discos profissionais e mais um punhado de demos em cassete e em CD não cabem no DVD Bodas de Ouro, mas imortalizar as performances de músicas como "Gueto" e "Vagamundo" valem, sem dúvida nenhuma, a empreitada.

O delírio provocado por qualquer apresentação dos Delinqüentes merece respeito. Jayme Catarro (voz), Pablo Cavalcante (baixo), Pedrinho (guitarra) e Raphael “Drums” na bateria vão tocar os clássicos que alavancaram a história da banda; e são capazes de transformar, junto com os Rennegados e a Norman Bates, essa festa em um momento, completamente, histórico para o Rock Paraense.

O projeto Bodas de Ouro tem patrocínio do SEBRAE-PA, através do projeto Pará Pró Música, e apoio do Ministério da Cultura e Secretaria de Estado da Cultura, através das políticas de pontos de cultura. O apoio da Funtelpa se dará através da transmissão ao vivo pela Rádio Cultura FM e Ondas Tropicais e pelo Portal Cultura. Entre os apoiadores há ainda MM Produções, Multi AB Produções, APCE Music, Jambu Filmes, Na Music, MTV Belém, Fabrika Studio, Ecleteca, Radio Unama FM e blogs Rock Pará e Música Paraense.

Um comentário:

  1. O Evento foi muito foda, o show do Delinquentes como sempre foi arrepiante.

    ResponderExcluir